sexo depois do trabalho
19 fev 2020

Sexo depois do trabalho: João e o casal na praia

No conto anterior você viu como a interação de João com o casal começou, quando ele foi servir a bebida no quarto deles. Agora saberemos sobre como eles fizeram sexo depois do trabalho de João.

Pois bem… amanheceu e João terminou seu turno.

No caminho pra casa João põe a mão no bolso, retira o cartão com os telefones deles e salva o número de ambos no celular.

Ele ainda está meio receoso de enviar uma mensagem. Não sabe como seria encontrá-los no hotel depois que saíssem… se tentariam algo ou se poderia ser prejudicado caso não gostassem de sair com ele.

Respirou fundo, buscou pelo contato dela – Patrícia era seu nome – e mandou uma mensagem avisando que seu turno tinha acabado.

Apesar da transa intensa na noite anterior e do cansaço da viagem, Patrícia e Léo já estavam acordados. Estavam tomando café da manhã quando ela viu a mensagem de João.

Patrícia se animou. Léo teve uma ereção ao ouvir da esposa que o rapaz do hotel havia mesmo mandado mensagem pra eles.

Léo sacou o celular do bolso e já procurou o motel mais próximo do hotel. Queria estar com tudo pronto caso João cedesse aos desejos do casal.

Patrícia ligou pra João. Ele atendeu com a voz trêmula quando viu quem estava ligando: “A-Alô”.

Contou pro casal que estava perto do hotel ainda, que tinha acabado de sair e que estava sem sono. João se pegava vezes tímido e vezes safado, ávido por ter aquela sessão de sexo depois do trabalho.

Seria sua melhor folga!

O melhor sexo depois do trabalho!

Passou as coordenadas de onde estava para o casal, que pediu que ele os esperasse, que passariam ali de carro para pegá-lo para uma volta.

Esperou. Em pouco tempo viu virar a esquina um carro onde uma mulher linda, depois viu que era Patrícia, acenava pela janela.

Entrou no banco de trás. Patrícia desceu do carro e foi sentar atrás com ele.

Léo puxou conversa sobre como tinha sido o restante do turno enquanto Patrícia o devorava com os olhos…

Ela se aproximou, pegou a mão dele e colocou em suas pernas. Fez o mesmo nele. Alisando as pernas, subiu até o pau.

Estava duro. Uma rocha. Ela ficou molhada.

Léo assistia os dois pelo retrovisor e estava excitadíssimo. Colocou o pau pra fora e seguiu dirigindo com uma mão no volante e uma no pau, se tocando.

Ele então avisou João que já tinha escolhido um motel. João perguntou se eles não tinham vontade de transar na praia, que ele sabia de uma praia onde havia um espaço pra isso (mas não contou pra eles que quando moleque ia com os amigos assistir a pegação dos casais).

Omitiu essa informação por medo de o casal não querer ir pela possibilidade de ter pessoas assistindo. Mal sabia ele o que eles viriam a aprontar no futuro depois dessa viagem!

Escolhendo bem o local

Encostaram o carro num local isolado. Léo pulou pro banco de trás. João não sabia muito o que fazer… Estava um pouco apreensivo… não tinha pensado em algo que lhe surgira agora na cabeça.

E se Léo quisesse lhe comer? Ele nunca havia dado. Não era a sua praia. Ficou com medo. Mas sentiu um tesão quando pensou em Léo e Patrícia chupando seu pau juntos.

Resolveu falar! Mesmo com medo de afastar o casal: Olha gente, eu não dou a bunda. Mas se o Léo quiser ele pode me chupar.

O casal riu. João deu uma amolecida envergonhado.

Fica tranquilo, João. Léo quer ver você me comer e vai te chupar comigo, tranquilizou Patrícia.

Léo emendou: Podemos fazer uma DP nela se ela quiser e depois nós te chupamos e se tu quiser pode até me comer. Quero experimentar tudo que puder hoje!

Pronto. Pau de João trincando de novo.

Patrícia lhe deu um beijo intenso enquanto masturbava seu pau e o de Léo, um de cada lado.

Se arrumaram e desceram do carro. João lhes indicou o caminho enquanto olhava para todos os lados e tentava disfarçar o volume enorme na calça. Patrícia não tirava os olhos dele e Léo os observava e sorria.

Chegaram a um local com uns morros… Pareciam ótimos para se esconder entre eles. João foi na frente. Ele estava muito ansioso. Entrou em um canto com espaço bacana e chamou o casal.

Finalmente chegou a vez de João!

Enquanto eles caminhavam até o local, João ficou nu. Já não aguentava mais a espera.

Patrícia chegou, se admirou com a tora dura de João, agachou-se e abocanhou o pau. Chupou com muita vontade. Léo vibrou. Agachou atrás dela, lambeu dois dedos e começou a masturbá-la.

Ela se contorcia e tentava conter os gemidos. Seu maridão estava ali, louco de tesão vendo ela mamar um rapaz com um belo dote daqueles! Ela não estava acreditando. Estava no céu!

Ela se debruçou sobre o marido, segurando-o no ombro e sussurou em seu ouvido: Chupa comigo, amor!

João deu um sorrisinho safado e balançou o pau na direção de Léo. Fechou os olhos e respirou fundo. Estava sentindo as duas bocas no seu pau. Ambos lambiam do saco até a cabeça e então se beijavam.

Ele estava em ponto de bala. Tinha medo que o sexo depois do trabalho fosse prejudicado pela canseira da noite, mas não. Ele estava mais disposto do que nunca!

O casal se levantou. Patrícia começou a beijar João enquanto alisava seu pau e Léo pegou as camisinhas no bolso e deixou ali do lado, em cima da pedra.

Ela pegou uma rapidamente, vestiu o pau de João e foi encaixando nela. Léo rapidamente vestiu a sua e a penetrou por trás. Ela nunca mais ia esquecer esse dia… que tesão.

Os três estavam em êxtase! Não queriam que acabasse nunca! João metia, beijava Patrícia e sugava seus peitos. Estava se esbaldando.

Ela gemia, intensamente, segurava nos braços de João e sorria. Léo estava animado demais. Bombava forte e ela estava indo ao delírio quando ele anunciou: Amor, vou gozar!

Ela se desprendeu dos dois e ajoelhou: Na minha cara amor, goza na minha cara!

Uma nova experiência…

João começou a se masturbar olhando a interação dos dois. Ela segurou o pau dele com a mão impedindo que continuasse. Léo jorrou no rosto dela e ambos gemiam gostoso.

Léo virou-se de costas. João achou que ele ia em direção ao mar para se levar, então Patrícia pediu: João, come o Léo, por favor!

João hesitou um pouco, olhou pra baixo, seu pau em riste e um tesão fora do comum. Só acenou com a cabeça e sorriu.

Patrícia puxou Léo, fez ele ficar de 4 apoiado na pedra e começou a beijá-lo. João trocou a camisinha, apontou o pau pra bunda de Léo e o pegou na cintura.

João abriu a bunda de Léo. Socou dentro. Léo gemeu feliz. Patrícia estava encantada! Sorriso de orelha a orelha. Léo deu uma apertada no pau de João com a bunda. João pirou de tesão e começou a bombar forte. Léo pedia mais. Patrícia também pedia.

Bombou, bombou, bombou e anunciou que ia gozar!

Tirou de dentro. O casal se ajoelhou e pediu que ele gozasse no rosto de ambos. João não acreditava no que estava ouvindo…

Se masturbou até deixar ambos lambuzados. Nunca havia gozado tanto na vida!

Foram pro mar, se banharam, se vestiram e se despediram. João pediu pra ir de metrô pra casa. Queria ir pensando no caminho no que tinha vivido. Queria lembrar pra sempre de sua experiência de sexo depois do trabalho!

Gostou desse conto? Tem mais temas que te interessam? Conte pra gente!

Quer encontrar casais que curtem ménage ou swing pertinho de você? Baixe o ysos agora mesmo!

Deixe seu Comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *