Ménage aos olhos da mulher
22 jul 2020

Um ménage aos olhos da mulher. Saiba como é

Hoje a missão de escrever conto vai ser da esposa de um casal que saí. Fiz a proposta dela escrever como foi o ménage aos olhos da mulher e ela aceitou. Acompanhe a narrativa da Karol!

Eu (Karol) e meu marido usamos bastante o ysos, onde adoro papear e aprender muitas coisas por lá…

Tenho observado, através das conversas, que dá pra perceber um pouco qual é o tipo da personalidade de quem escreve, seja casal ou single. Uns vão logo ao assunto que interessa e outros rodeiam, com charminho. Há também os que fazem a linha de quem “ninguém me ama”, os que não falam muito e por aí vai…

Amigo na rede

Dias atrás conversamos com um single masculino (policial) e nos tornamos amigos virtuais. Nas nossas conversas rolava safadezas (adoro!), trocamos fotos sensuais, provocações e insinuações, mas nunca nos vimos pessoalmente e também não combinávamos nada pontualmente. Às vezes ele mandava mensagem dizendo onde iria estar, mas nunca deu certo de irmos ao encontro. Aliás teria sido excitante vê-lo de farda de policial!

As conversas iam por essa linha de fetiche de homens de farda: “Quando você vai me algemar e me foder gostoso, usando sua farda, hein?”. A resposta era direta e simples: “Quando você quiser! É só me chamar que estou pronto pra você!”.

A impressão que sempre tive dele, é que ele era bem resolvido com a questão de sexo. Nunca o percebi “apaixonado”, querendo um encontro romântico. Cada pessoa tem seu jeito de se envolver.

Nunca forçamos nada, mas no meu pensamento eu tinha aquela “vontadezinha” de experimentar aquele homem fortão e focado em sexo!

Quando a mudança de planos vem com a Sorte…

Em um sábado, eu e o maridão estávamos a decidir o que iríamos fazer. Conversamos com alguns contatos, mas não chegamos a sentir todo o tesão que era quando falávamos com aquele homem…

Embora não era muito a nossa vontade, decidimos ir à uma balada liberal em SP.

Me arrumei toda gostosa, cheirosa, com maquiagem preta nos olhos, batom vermelho, calcinha fio dental preta, saia bem curta, blusa decotada e sem sutiã (para deixar os peitinhos soltos), sapato alto preto e unhas vermelhas. O maridão também estava um espetáculo, como sempre, charmoso, bem arrumado e cheiroso! Aliás, ele é o meu tesão que me faz gozar todas as vezes. Seu olhar de desejo já me arrepia!

Havíamos combinado que depois da balada iríamos dormir em um motel.

No caminho, dentro do carro, fizemos brincadeiras de leve, apenas o suficiente para nos acender! Daí o meu marido comentou: Entra no app e vê se tem algum single, assim talvez façamos algo diferente!

Abri o app e havia algumas mensagens por lá e uma delas me chamou a atenção, com um “Oi” apenas: era meu amigo policial, forte e bonitão!

Retribui o “oi” e a conversa foi breve: “E aí vamos sair hoje?”

Eu fico molhada só de lembrar e de pensar em vocês lendo como é a experiência de um ménage aos olhos da mulher…

O Encontro

Conversei com o maridão e ele apoiou a ideia… então eu respondi “sim”! Nós estávamos na rua da balada que íamos e desviamos na hora! Combinamos tudo em cinco minutos, decidimos o motel, etc. Nós nos arriscamos, pois é uma loteria! A noite poderia ser uma porcaria a partir daquele momento, mas arriscamos!

Geralmente os motéis de SP liberam pernoite após às 2:00 da madrugada e ainda faltava uma hora, então fomos para um bar na região de Moema, onde pedimos dois drinques e mandamos fotos do nosso brinde, com a legenda: “Um brinde à nossa noite especial!”.

Estávamos no clima de putaria! Acostume-se: ler um história de ménage aos olhos da mulher vai te mostrar que mulher também curte safadeza!

Chegamos no motel primeiro e informamos que receberíamos visita. Mandei mensagem ao policial informando o número da suíte.

Logo depois o interfone tocou, anunciando a chegada do convidado, que vou de agora em diante, chamar de “Poderoso”.

Em alguns minutos, o “Potente” (e que potência!) adentra naquele quarto lindo de motel, iluminado com leds em tons de verde e neon. Ele era exatamente do jeito que eu o imaginava. Se fez presente um corpo, com aquele homem virtual forte que eu falava pelo app.

Nos cumprimentamos, depois nos sentamos na cama e conversamos por um tempo. Ele nos contou que adora sair com casais, por conta da excitação que sente em fazer parte da cena e ver o casal transando o deixa louco de vontade!

Ele se encaixa aos padrões de single: Super discreto, sem avançar o sinal do casal e com uma carinha de safado de quem faz bem “a coisa”… rsrs

Nos olhamos algumas vezes, mas muito discretamente, com  a certeza no pensamento de que as brincadeiras seriam deliciosas… e foram!

O passo a passo

Iniciou com o Poderoso colocando a mão forte na minha perna e com um discreto apertão, dando start à maldade do prazer, naquela noite de céu estrelado que dava para ser visto do teto solar do quarto.

Me ajoelhei na cama, com meu marido à minha frente ajoelhado também e me beijando com muito desejo. O rapaz estava de pé atrás de mim, beijando meu pescoço, acariciando e apertando meu corpo, que já dava sinais de tesão por aqueles homens deliciosos só para mim…

Ele foi me despindo e se despindo também, enquanto eu tirava a roupa do marido.

Que cena clássica de iniciar o ménage, um “sanduíche” maravilhoso. Eu adoro estar dominada por dois homens grandes, fortes e de paus duros no ponto para me comerem.

Que tesão! Tudo ali à minha disposição.

Em todas as interações, meu marido está junto comigo, faço o ménage porque me excita a cena de ser uma putinha, dando e recebendo prazer de dois homens. Faço tudo com o foco no marido e vice-versa. O single é uma peça para compor o nosso prazer, e claro, sentir prazer também.

Beijos marcantes, sexo oral forte, toque macio e pegada firme! Que tesão, tudo aquilo! Rolou de tudo! Menos o bi masculino, pois ambos não curtem.

Cada cena nos excitava mais e mais, eu literalmente pingava de tanto prazer.

Chupei os dois paus simultaneamente, os masturbei, sentei de frente, de costas, de lado, de quatro, fui fodida em várias posições. Rápido, devagar… com força!

Gozamos, gememos e suamos. Gritei, sussurrei, tremi, gozei na boca e fora dela, pedi para foder com força e rápido… e eu dizia que estava adorando…

Foi melhor do que eu imaginava!

Fomos na piscina, tomamos banho quentinho, batemos papos e recomeçamos outras vezes, alternando a ordem, com o prazer em dose ultra. De calcinha preta e depois branca. Fizemos muito sexo anal, pois eu adoro dar a bundinha e dei sem moderação, muitas e muitas vezes… fora os tapinhas que levei na bunda! Eu exibia para os rapazes quanto eu ficava arrombada com eles.

Socaram gostoso! Fizemos várias “DP” em posições diferentes. Masturbei, minha boceta inchada e pulsando de desejo. Os rapazes se masturbaram pra mim também. Pelo espelho do teto, observei e curti muito as cenas. Em alguns momentos preferi fechar os meus olhos e apenas sentir.

Que ménage!!!

Olha vou confessar uma coisa: nunca dei tanto na minha vida… quando nos demos conta, o dia já tinha amanhecido, com um sol lindo que veio nos dar boas vindas! Porém tudo terminou ao meio dia do domingo!

Será que ele vai querer novamente?

SIM! Eu já tenho a resposta!

Gostou de saber como é um ménage aos olhos da mulher? Quer contar a sua experiência com ménage também? Entre em contato com a gente!

Quer encontrar casais como a Karol e o marido ou singles como o Poderoso? Baixe o ysos agora mesmo!

Deixe seu Comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *