Mulher que gosta de sexo
5 dez 2018

Sou mulher que gosta de fazer sexo e isso não é problema!

Ser mulher sempre foi uma luta. Mulher que gosta de sexo então…

Nossa sociedade sempre quis impor padrões de comportamento e as mulheres acabaram tendo a sua sexualidade reprimida.

Não são poucas as vezes em que ouvimos pessoas falando em “mulher pra casar” e “mulher pra transar”. Ou ainda rotulando pejorativamente mulheres que falam abertamente sobre sexo.

No ysos oferecemos um espaço de liberdade e de expressão. Todas as mulheres são bem-vindas!

Conversamos com 2 mulheres incríveis e empoderadas que contaram um pouco como é a experiência delas sendo mulheres sexualmente livres, confira:

Para Lolla, que usa o ysos com seu parceiro, “Ser uma mulher sexualmente livre é ir contra toda uma estrutura social machista que inferioriza a mulher e trata da sexualidade dela como algo proibido, algo para se envergonhar e esconder. Por conta disso, fui e sou julgada todos os dias: falo abertamente sobre sexo, e gosto de conversar sobre o assunto porque é algo de interesse meu. Como sou jornalista, tenho uma curiosidade inerente que me faz sempre questionar as pessoas e querer saber mais sobre elas, mas nem todo mundo recebe bem esse assunto, que infelizmente, ainda é tabu pra muita gente.

É difícil conversar com as mulheres sobre sexo porque nem todas se sentem à vontade o suficiente para falar sobre isso. Com os homens, posso acabar sendo mal interpretada e pensarem que estou interessada, ou pior, ser taxada de “vulgar” ou “promíscua”, adjetivos que nunca gostei de usar porque acabaram tendo significados pejorativos ao longo do tempo.

Ainda assim, prefiro seguir com o que eu acredito e nunca perder minha essência. Não tenho vergonha de gostar de sexo, falo sobre isso com muita tranquilidade e, mesmo com tanto preconceito, sei que sou livre. Gostaria que todas as mulheres encontrassem sua essência e não tivessem medo ou vergonha dela também.”

Lillith também nos contou como é pra ela ser uma mulher que sabe o que quer!

“Para mim ser uma mulher empoderada, no âmbito geral, é buscar aquilo que ela quer. Seja no trabalho, seja um objetivo de vida pessoal ou até mesmo relacionamento. É procurar aquilo que deseja, independente do que seja.

E no sexo, por que seria diferente? Qual o problema de querer transar livremente com alguém?

Já me ocorreu de chegar em um cara e alguns deles disseram que jamais imaginariam que eu teria interesse.

E eu jamais sequer pensei nessa atitude como vergonhosa por ser mulher. Por que só os homens podem tomar o primeiro passo? Se ficarmos esperando, deixaremos um desejo na dúvida que talvez nunca se realize.

Não tenho vergonha de chamar um cara pra sair, nunca! Nem do meu corpo, das minha vontades e fetiches!

Mas não foi sempre assim, foi uma jornada de auto-conhecimento, respeito próprio e empoderamento que hoje me faz ser uma mulher completa, destemida e em busca do melhor para mim.

Toda mulher deve se permitir fazer sexo de forma natural, aproveitar ao máximo essa experiência sem pensar no que a sociedade vai achar disso. Sem se cobrar que aquilo deve virar um relacionamento, um compromisso sério e que caso não ocorra, seria uma vagabunda.

Por que afinal, sentimos vontades e necessidades como todo mundo e não devemos nos privar jamais!”

Maravilhoso, né? Se você é uma mulher empoderada (ou quer se tornar uma vivendo sua liberdade sexual) venha experimentar o ysos e encontrar pessoas para se divertirem com você!

Tem dúvidas de como o ysos funciona e de como ele é discreto e sigiloso garantindo a sua segurança? Entre em contato conosco!

Deixe seu Comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *