Conto Erótico

Lingerie de presente pra ela se exibir na festa liberal

Sou o Pedro, casado com a Marcela há seis anos. Nos conhecíamos há mais de 15 anos, mas nunca havia rolado nenhum interesse até que, como trabalhamos juntos, um dia ao passar pelo corredor, a porta do banheiro estava entreaberta e quando olhei lá estava ela, se trocando, estava apenas de lingerie… lembro até hoje!

Fiquei constrangido mas animado ao mesmo tempo. Ela vestia uma calcinha branca e um sutiã branco também, combinando! Aquilo mexeu comigo. Fiquei observando em silêncio ela terminar de se trocar… com medo, mas com muito tesão, afinal éramos os últimos a sair então ninguém me veria observar. Não acho que foi certo, mas aconteceu. Me arrependo, mas nos apaixonamos e o fim da história foi feliz.  

Ela percebeu que eu olhava pelo espelho. Eu quis sair correndo, mas quando ela me viu, deu uma piscadinha e me provocou mais ainda, passando a mão na sua bunda e peitos de forma sensual!

Fiquei com mais tesão ainda! Minha rola ficou ainda mais dura! Ela terminou de se trocar, fui para o vestiário e me troquei. Quando saí, ela me pediu uma carona. Quando estávamos no carro conversando ela me perguntou se eu tinha gostado de vê-la quase nua… Fiquei totalmente sem reação e ela sorriu! Aquele sorriso safado que toda mulher dá para conquistar…

Ela disse que adorava combinar lingeries, que tinha uma coleção! Esse foi nosso primeiro dia juntos, chegamos à sua casa e ela me chamou para entrar que ela queria me mostrar sua coleção!

E foi isso… ela vestiu cada lingerie sensual que tinha no guarda-roupa. Fiquei boquiaberto! A cada troca de roupa eu ficava ainda mais louco de tesão… ela então tirou tudo e me agarrou. Transamos muito!

Começamos a namorar, ela mostrou o lado liberal dela e me apresentou para esse meio! No começo achei estranho, mas depois de um tempo fui conhecendo melhor e conhecendo as pessoas e achando o máximo. Ela sempre me contava de experiências que ela já teve, eu adoro!

Antes da pandemia íamos à uma casa de swing duas vezes na semana para ela se mostrar para os machos e mulheres que frequentam. Ela sobe no palco, dança no pole dance, ela é a sensação da casa. Todo mundo conhece ela!

Fomos chamados para participar de uma festinha liberal numa chácara. Aceitamos e comecei a pensar em quais lingeries minha esposa ficaria gostosa para ser apreciada pelos machos e mulheres que estariam nessa chácara na festinha liberal! Fui a alguns sexshops para buscar lingeries novas, comprei modelos que poderiam deixá-la com seu corpo bem exposto para ser observada como ela e eu gostamos. 

Ela adorou quando viu os modelos que comprei especialmente para ela! Ganhei uma quicada fenomenal pra comemorar. Ela é muito gulosa, adora me agradar e sabe como eu amo comer o cuzinho dela. 

Os machos quando a viram com a lingerie escolhida por ela ficaram doidos! A cada troca (ela levou mais de uma para fazer várias entradas especiais) os machos ficavam babando e vinham atrás dela pra dar umazinha. Eles a queriam de qualquer forma… até formou fila para apreciá-la e foder com ela! Essa noite de festinha na chácara foi nossa melhor festa no meio liberal! Volto num próximo conto para contar da viagem que fizemos depois desta festa…

Deixe um comentário